Essenciais
Nova Zelândia: Antes de partir

Os estereótipos errôneos mais comuns sobre a Nova Zelândia

Conhecida por suas ovelhas e Senhor dos Anéis, a Nova Zelândia sofre com uma série de estereótipos, mas a sua rica cultura, história e paisagens são muito, muito mais do que você possa imaginar.

Os estereótipos errôneos mais comuns sobre a Nova Zelândia
134

Localizada escondidinha no sudoeste do Oceano Pacífico, a Nova Zelândia é um antigo país insular com uma cultura tão rica quanto a sua história. É triste constatar que as pessoas, no geral, conhecem pouquíssimo sobre o país além dos seus grandes pastos cheios de ovelhas e dos esportes radicais. Ofuscado pelos estereótipos, o conhecimento do que significa, de fato, ser neozelandês, tende a tornar-se irrelevante – ao menos, é claro, que você deseje estudar na Nova Zelândia. Aí, você precisa mergulhar na cultura e na vida do país antes mesmo de escolher a sua universidade.

 

Compreensivelmente, o país é um dos destinos de estudo mais populares do mundo, afinal, ele tem inúmeras vantagens a ofertar aos estudantes do mundo inteiro. Queremos ajudá-lo a conhecer mais sobre esse lugar encantador que é a Nova Zelândia e a sua alta qualidade de vida, universidades renomadas e paisagens de tirar o fôlego a fim de acabar, de uma vez por todas, com os conceitos culturais errôneos mais comuns.

 

Ovelhas, ovelhas, ovelhas

 

estudar na Nova Zelândia

 

Graças aos seus pastos e condições favoráveis, a Nova Zelândia se tornou a maior exportadora ovina do mundo. Por causa disso, há mais ovelhas no país do que pessoas.

 

Liderando o mundo na produção láctea e carne ovina, é verdade mesmo que tem ovelhas demais na Nova Zelândia, mas não chega nem perto de justificar o estereótipo. Os rumores dizem que há 60 milhões do animal para três milhões de habitantes, quando a proporção real é 31,1 milhões de ovelhas para 4,4 milhões de pessoas. O que significa que existe aproximadamente sete ovelhas por neozelandês, ao invés de 20, como implicam os boatos. 

 

A proporção maior era verdade apenas há 30 anos; desde então, as coisas mudaram no país. Fatores de desenvolvimento como o preço da lã, períodos de seca, condições agrícolas severas e crescimento de outras indústrias como as de laticínio e silvicultura, o número de ovelhas no país teve um declínio significativo. De 2007 a 2012, a quantidade dos animais criados na Nova Zelândia caiu quase sete milhões.

 

A Nova Zelândia é um país desenvolvido com uma série de metrópoles e negócios bem-sucedidos. Você acha mesmo que seria natural que cada um dos neozelandeses trabalhassem como pastores das suas sete ovelhas?

 

“Você quis dizer Austrália?”

 

O afastamento geográfico da Nova Zelândia e da Austrália em relação ao resto do mundo rendeu-lhes o apelido amplamente conhecido de “down under” – algo como “lá embaixo” em português. Apesar de estarem localizados bem pertinho um do outro bem ao sul do planeta e longe dos demais, os dois países são bem diferentes: a Austrália é um continente e a Nova Zelândia é um conjunto de ilhas, e ambos possuem flora, fauna e legados indígenas inigualáveis.

 

Embora os dois países serem membros do Commonwealth e terem algumas semelhanças na cultura e no sotaque (e, é claro, serem anglófonos), cada um tem sua própria moeda oficial, leis, governos e história. A Nova Zelândia já foi governada pelo estado australiano de Nova Gales do Sul; em 1901, recebeu a oferta de tornar-se um estado australiano durante a federação. O governo da Nova Zelândia recursou o convite e até hoje não tem laços pendentes com a Austrália, a não ser por meio da Commonwealth ou suas relações econômicas.

 

Cenário de Senhor dos Anéis

 

Senhor dos Anéis na Nova Zelândia

 

As produções cinematográficas de Senhor dos Anéis e O Hobbit usaram diferentes locações pela Nova Zelândia como cenários fantásticos e, com isso, acabaram colocando o país no radar turístico de fãs e pessoas interessadas em conhecer onde moravam os hobbits. Isso claramente não é ruim, no entanto, o país ficou conhecido apenas como um ajuntamento de belezas naturais.

 

Considerando o seu tamanho pequeno, a Nova Zelândia tem mesmo uma quantidade impressionante de diferentes maravilhas naturais, como geleiras, montanhas (inclusive aquelas maravilhosas com picos cobertos de neve, ideais para esquiar), fiordes, praias paradisíacas e trilhas para caminhadas. Não é à toa que a Nova Zelândia é conhecida como a capital dos esportes radicais e ao ar livre!

 

Setenta e dois por cento dos 4,5 milhões de habitantes do país vivem em 16 das suas principais áreas urbanas; dentre eles, 53% moram em Auckland, Christchurch, Wellington e Hamilton. Embora as belezas naturais sejam abundantes e bem aproveitadas, a vida urbana é a realidade da maioria dos neozelandeses. Auckland, inclusive, a capital nacional, tem a terceira melhor qualidade de vida do mundo segundo o ranking da Mercer de 2019, atrás apenas de Viena e Zurique, ambas na Europa.

 

Mesmo com as grandes cidades, a Nova Zelândia abraçou o hype de suas colinas míticas criado e estimulado ainda hoje por Senhor dos Anéis a favor do seu setor turístico (e economia nacional de maneira geral), oferecendo vários passeios temáticos às locações de filmagens da série pelas suas regiões rurais.

 

Estamos entendidos?

 

Agora que você conhece a verdade por trás dos principais estereótipos sobre a Nova Zelândia, pode começar a pesquisar a sua universidade no país e se informar ainda mais:

 

Pesquisar entre universidades da Nova Zelândia pelo Hotcourses Brasil

Bolsista brasileiro fala sobre seu intercâmbio na Universidade de Otago, na Nova Zelândia

Pathway Student Visa: visto permite cinco anos de estudos na Nova Zelândia

O ensino superior na Nova Zelândia

O processo seletivo na Nova Zelândia

 

Algumas das principais instituições de ensino superior da Nova Zelândia:

 

Com informações do artigo de Monica Karpinski para o Hotcourses Abroad (traduzido e adaptado por Brenda Bellani).

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Nova Zelândia
Graduação
SOBRE O AUTOR

Os estereótipos errôneos mais comuns sobre a Nova Zelândia

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.