Essenciais
Suécia: Perspectivas profissionais

10 dicas para encontrar um emprego na Suécia

Nós listamos 10 dicas para encontrar um emprego na Suécia após os seus estudos, de acordo com o site Study in Sweden

10 dicas para encontrar um emprego na Suécia
169

Se você é um estudante internacional na Suécia, vindo de um país de fora da Europa, tem permissão para solicitar uma estadia extra de seis meses após o término dos seus estudos para ter tempo de procurar por uma vaga profissional e, se encontrar, pedir por um visto de trabalho. Isto lhe possibilita ficar na Suécia e dar início à sua carreira no exterior.

 

Para que consiga encontrar aquela tão sonhada vaga de emprego na Suécia, nós listamos abaixo dez dicas que irão lhe ajudar, de acordo com o Study in Sweden, site oficial do governo sueco para estudantes internacionais interessados no país.

 

 

1. Registre-se no centro de carreira da sua universidade sueca

 

A primeira parada na sua procura por um emprego na Suécia deve ser sempre o centro de carreira da sua universidade. Presentes na maioria das instituições de ensino superior suecas, estes centros de carreira costumam oferecer uma variedade de serviços de suporte, como aconselhamento de carreira (normalmente em inglês), ajuda na construção e aperfeiçoamento do seu currículo, revisão da sua apresentação pessoal (cover letter), seminários, workshops, simulações e treinamento de técnicas para entrevistas de trabalho, feiras de carreiras e visitas a possíveis empregadores.

 

Os centros de carreira também normalmente mantêm uma lista de vagas abertas de trabalho de meio período ou integrais, de estágios e projetos de teses. Alguns, inclusive, têm portais online para divulgação de vagas que tanto os estudantes quanto os empregadores podem usar para procurar ou anunciar oportunidades.

 

2. Visite feiras de carreiras

 

Várias empresas multinacionais da Suécia – como a Volvo, IKEA e Skanska –, grandes bancos nacionais, empregadores do setor público e outras empresas participam regularmente de feiras de emprego e carreira por todo o país a fim de encontrar jovens talentos.

 

As feiras de empregos proporcionam a chance de conhecer empregadores pessoalmente, criar uma importante rede de contatos profissionais na sua área e participar de entrevistas individuais e de seminários informativos.

 

Algumas das feiras mais famosas da Suécia:

 

 

E não basta apenas comparecer, não. O ideal é ir a estas feiras preparado. E o que isto significa? Significa trazer o seu currículo, de preferência remodelado para chamar a atenção das empresas específicas que estarão na feira; saber com quais delas você gostaria de conversar; fazer uma pesquisa sobre cada uma delas para estar bem informado; e ter alguma ideia de como “vender o seu peixe” e impressioná-las.

 

Se, durante o evento, você fizer contatos importantes, certifique-se de enviar um email para estas pessoas alguns dias após a feira para manterem-se em contato – isso pode ser essencial no futuro. Que tal adicioná-los no LinkedIn?

 

3. Aprenda a língua sueca

 

É verdade que a grande maioria dos suecos fala inglês fluentemente e que você pode morar e estudar no país facilmente sem falar sueco. Algumas grandes empresas com sede no país, inclusive suecas, têm o inglês como a língua corporativa oficial – o que significa que você pode conseguir trabalhar na Suécia sabendo apenas a língua inglesa.

 

No entanto, falar sueco, com certeza, abrirá um leque muito maior de oportunidades profissionais para você e ajudará, inclusive, a expandir a sua vida social.

 

Mesmo que você se inscreva em uma vaga que exija especificamente a proficiência no inglês, sua habilidade de falar em sueco, ainda que em uma fase iniciante ou intermediária, fará com que você destaque e se torne um candidato mais qualificado. Caso contratado, isso lhe ajudará a se comunicar e criar amizades mais rapidamente com os membros suecos da equipe.

 

A maioria das universidades oferece cursos gratuitos de sueco para os seus estudantes internacionais. Aproveite destas oportunidades! Mesmo que você não pretenda permanecer na Suécia após os estudos, saber o idioma é, definitivamente, uma qualidade que poucos têm no currículo.

 

4. Faça um estágio

 

Os estágios podem ser uma excelente forma de ganhar experiências relevantes na sua área e construir uma rede de contatos profissionais. Independentemente em resultarem ou não em uma vaga efetiva, você terá uma referência de uma companhia sueca e um belo upgrade no seu currículo.

 

Duas ótimas fontes de informação sobre estágios na Suécia são os sites para estudantes internacionais AIESEC e IAESTE. Não deixe também de entrar em contato com a secretaria internacional da sua universidade ou até mesmo o seu próprio departamento, porque muitas vezes um estágio é parte obrigatória da grade curricular do seu curso acadêmico e eles lhe ajudarão a encontrar oportunidades.

 

E por que não entrar em contato direto com as empresas para perguntar sobre possíveis vagas de estágios?

 

5. Trabalhe por meio período durante os estudos

 

Na Suécia, os estudantes internacionais têm permissão para trabalhar no país durante os estudos – e o melhor: não há limite de horas. No entanto, é importante que os estudos sejam a prioridade, porque, mesmo que você não tenha muitas aulas presenciais, as instituições esperam que dedique uma média de 40 horas semanais às suas leituras, tarefas e estudos independentes.

 

Por isso um emprego de meio período é a opção ideal para balancear trabalho e estudos, além de funcionar como o ponto de partida para a sua carreira. Até as vagas que não têm total relação com a sua área de estudo podem servir como uma excelente maneira de aprender sobre o ambiente de trabalho na Suécia, seus costumes, ética profissional e regras.

 

A competição por vagas de meio período é acirrada, mas a abordagem mais proativa de visitar as empresas com o seu currículo ainda é a preferida e possivelmente mais promissora no país, segundo o Study in Sweden.

 

Mas você também pode recorrer às fontes e recursos online, como o site Academicwork.se, que tem como objetivo conectar estudantes com possíveis empregadores.

 

6. Envolva-se com a União dos Estudantes

 

Sua rede pessoal de contatos pode ser essencial para o seu sucesso no mercado de trabalho sueco. Esta é uma das razões, além de diversos outros benefícios, de participar de atividades, organizações e clubes estudantis da sua universidade.

 

Um dos melhores lugares para se envolver na vida universitária é a União dos Estudantes, que costuma organizar uma diversidade enorme de atividades, que, inclusive, podem resultar em oportunidades de trabalho. Além disso, a participação em uma União dos Estudantes será um ótimo acréscimo ao seu currículo, sem contar as amizades que você fará.

 

7. Escreva seu TCC/dissertação/tese sobre uma empresa sueca

 

Escrever o seu TCC, dissertação ou tese – dependendo do nível do seu curso acadêmico – sobre uma empresa pode ser uma forma ideal de adentrar o mercado de trabalho no país. Você ganhará uma experiência valiosa tendo contato direto e aprofundado com a companhia, durante o período de pesquisa e produção do seu trabalho acadêmico.

 

Muitos cursos e departamentos universitários tem links com a indústria, assim desempenham o papel de ponte ao colocar os estudantes em contato com os representantes das empresas e também publicar o trabalho final na página a instituição.

 

8. Faça parte de uma união ou sindicato

 

As uniões têm um papel importante na Suécia. Juntar-se a uma delas pode ser uma ótima forma de fazer parte do setor. Muitas delas têm ofertas especiais para estudantes, inclusive serviços como orientação de carreira ou assistência com a construção do currículo. Elas também oferecem aconselhamento sobre negociações de salários e, quando você conseguir uma vaga, podem oferecer o suporte em relação aos seus direitos e responsabilidades no mercado de trabalho.

 

As três principais confederações sindicais da Suécia são a SACO, TCO e LO, todas elas formada por outras uniões menores, representando a maioria dos profissionais do país.

 

9. Entre em contato direto com empregadores

 

Quando você estiver à procura de um emprego na Suécia, normalmente encontrará nos anúncios de vaga o contato de um representante da empresa que poderá responder as suas dúvidas. Esta pessoa, na grande maioria dos casos, tem envolvimento com a seleção de novos colaboradores, portanto, pode ser interessante entrar em contato com ela, seja por telefone ou email, para fazer algumas perguntas relevantes que demonstrem seu interesse na vaga e engajá-los em uma conversa.

 

Por isso, pense bem antes no que você perguntará e o que pretende falar porque essa será a primeira impressão que a empresa terá de você, e o seu objetivo é impressioná-los. Se isso acontecer, são grandes as chances de a pessoa lembrar do seu nome quando receber o seu currículo!

 

10. Comece cedo

 

Inúmeros outros estudantes recém formados, tanto estrangeiros quanto nativos, estarão procurando por vagas profissionais ao mesmo tempo que você.

 

É uma visão um pouco assustadora, nós sabemos. Portanto, o ideal é começar a sua procura o quanto antes possível, mesmo antes da conclusão dos estudos. O seu preparo, na verdade, pode começar desde o primeiro ano do seu curso, seguindo todas as dicas anteriores, como estágio, atividades extracurriculares, estudando sueco, etc.

Pesquise por cursos

Suécia
Graduação
SOBRE O AUTOR

10 dicas para encontrar um emprego na Suécia

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.