Essenciais
Reino Unido: Perspectivas profissionais

Reino Unido permitirá dois anos de trabalho para estudantes internacionais

O governo do Reino Unido volta a permitir a estadia adicional de dois anos para que estudantes internacionais tenham a chance de trabalhar no país após a conclusão de uma graduação ou pós-graduação.

Reino Unido permite dois anos de trabalho após os estudos para estudantes internacionais
181

Os estudantes internacionais voltarão a ter o direito a dois anos de trabalho após a conclusão dos estudos no Reino Unido a partir do ano acadêmico de 2020/2021. A nova regra de imigração foi recebida com celebração pelo setor educacional do país e por estudantes do mundo inteiro.

 

Estudar no Reino Unido

 

Em meio a uma complicada fase política, o governo incluiu a mudança como parte do anúncio do maior projeto de pesquisa de genética do mundo que será lançado no país e precisará da especialização de acadêmicos estrangeiros, principalmente nas áreas de STEM (Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática).

 

Segundo a declaração oficial do governo britânico, os estudantes internacionais representam metade de todos os alunos integrais de pós-graduação nas áreas de Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática. “O novo caminho de imigração (...) significará que os graduados internacionais de qualquer área de estudo, inclusive as de STEM, serão capazes de permanecer no Reino Unido por mais dois anos para encontrar um emprego.”

 

As novas regras podem fazer com que o Reino Unido volte a disputar o lugar de principal destino de estudo entre estudantes de todas as partes do mundo. Esta permissão de estadia extra após os estudos tinha sido cancelada em 2012 e, desde então, o setor de ensino superior lutava para retomá-la, especialmente depois do referendo da Brexit.

 

Encontre o seu curso no Reino Unido!

 

O novo visto pós-estudos

 

De acordo com a nota do governo, o novo visto pós-estudos, chamado de post-study work visa (PSW visa), estará disponível aos estudantes que conseguirem uma admissão a partir do ano letivo de 2020/2021 e que concluírem uma graduação ou pós-graduação de maneira bem-sucedida em uma instituição de ensino superior do Reino Unido “com um histórico comprovado” de atender às leis de imigração.

 

Com o novo visto, os estudantes internacionais recém-graduados com um diploma acadêmico britânico terão dois anos para buscar por uma oportunidade profissional e trabalhar em funções de quaisquer níveis de habilidade. Além disso, poderão trocar o PSW visa por um de Skilled Work caso encontrem um emprego que atenda aos requisitos.

 

A novidade é boa, inclusive, para os cursos de inglês oferecidos no Reino Unido a estrangeiros, porque, como aponta a organização English UK, o setor funciona como um canal para as instituições de ensino superior. Com as novas regras, o Reino Unido volta a competir no cenário global com grandes destinos de estudo para programas de inglês, como Canadá, Estados Unidos, Irlanda e Austrália.

 

Os detalhes das novas leis ainda serão divulgados; o governo está trabalhando para estipular prazos e regras que as universidades britânica deverão seguir.

 

Com informações do site The Pie News.

 

Leia também:

20% dos universitários no Reino Unido são estrangeiros, mesmo com crescimento acelerado

Estrangeiros estão satisfeitos com estudos no Reino Unido, segundo nova pesquisa

Escócia incentiva vinda de estudantes internacionais e o multiculturalismo nas universidades

Como escolher uma universidade de qualidade no Reino Unido

Study in the UK

GRATUITO

eBook 'Estudar no Reino Unido'

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar no Reino Unido em um só livro digital.

Baixe seu eBook

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Reino Unido
Graduação
SOBRE O AUTOR

Reino Unido permite dois anos de trabalho após os estudos para estudantes internacionais

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.