Essenciais
Reino Unido: Destino de Estudo

Escócia incentiva vinda de estudantes internacionais e o multiculturalismo nas universidades

Pesquisas mostram que escoceses têm opiniões favoráveis a receber mais estudantes internacionais no país; governo estuda criar visto de trabalho após a graduação.

Escócia incentiva vinda de estudantes internacionais e o multiculturalismo nas universidades
81

Nos últimos dez anos, a população de estudantes internacionais dobrou na Escócia, no Reino Unido, subindo para 23.000 alunos de 180 nacionalidades. Estamos falando de um país com população geral de quase 5,5 milhões de pessoas – só a cidade de São Paulo tem 12 milhões. Graças ao número crescente e aos benefícios que os estrangeiros ocasionam à economia nacional, o governo escocês tem estudado projetos para acolher mais estudantes internacionais, inclusive o visto de trabalho após a graduação.

 

Segundo um estudo recente publicado pelo London Economics, o benefício econômico líquido de cada estudante vindo da União Europeia à Escócia foi de £ 95.000, contando com as taxas de ensino, o custo de vida e demais despesas – isso sem considerar os intercambistas de fora da Europa. O relatório estima uma contribuição total de £ 1,94 bilhão.

 

Além do aspecto econômico, que, com certeza, pesa a favor das políticas de incentivo da educação internacional, estes mesmos estrangeiros têm o potencial de se tornarem embaixadores estudantis das suas respectivas universidades escocesas após a graduação, ajudando a promover os benefícios de estudar no país, conversar e tirar dúvidas de outros estudantes interessados e criar novas oportunidades culturais e filantrópicas pelos mundo.

 

Visto de trabalho após a graduação

 

E não é só o governo que enxerga os benefícios – a população escocesa também quer manter mais estudantes internacionais no país! Uma pesquisa conduzida pela ComRes para o Universities UK com mais de 4.300 cidadãos do Reino Unido descobriu que quatro entre cinco escoceses (83%) querem que os graduados estrangeiros tenham a chance de permanecer no país depois de concluírem os estudos, para que possam usar suas habilidades e contribuir com a economia nacional ao invés de retornarem imediatamente para seus países de origem.

 

Ademais, aproximadamente 70% dos respondentes escoceses também gostariam que as universidades expandissem o recrutamento de estudantes internacionais no futuro; no resto do Reino Unido, a porcentagem neste mesmo quesito foi de apenas 58%.

 

A pesquisa saiu juntamente com a nova proposta do Universities UK, uma organização representante de universidades do Reino Unido, de criação de um visto de trabalho pós-estudo para estudantes internacionais, que os permitiria permanecer no país por até dois anos adicionais após a graduação. Atualmente, as regras do Reino Unido são bastante restritas, diferentes de outros países, como Estados Unidos, Canadá e Austrália. Além disso, o Universities UK tem receio que o Brexit iniba mais estrangeiros de escolherem o Reino Unido como destino de estudo.

 

Com o novo visto, mais empregadores da Escócia poderiam contratar graduados talentosos do mundo inteiro a fim de resolver a escassez de mão de obra qualificada ou de habilidades específicas em vários setores e indústrias.

 

3 exemplos de universidades multiculturais da Escócia

 

A abertura de uma universidade para receber estudantes estrangeiros pode ser comprovada por um corpo discente multicultural – ou seja, quantos alunos estrangeiros estão atualmente matriculados na instituição e quantas nacionalidades estão representadas.

 

Veja o ranking HDI do Hotcourses para conhecer as universidades mais multiculturais do Reino Unido, Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia.

 

A seguir, nós separamos três excelentes exemplos de universidades escocesas multiculturais:

 

1. University of Glasgow

 

 

Na ativa desde 1451, a Universidade de Glasgow é formada por estudantes e professores de 140 nacionalidades diferentes. Ela foi um dos membros fundadores do Universitas 21, um grupo de instituições centradas em pesquisas acadêmicas com o objetivo de melhorar o padrão do ensino superior pelo mundo.

 

Os seus milhares de ex-alunos seguem carreiras renomadas em países diferentes, levando o benefício da educação na Escócia para todos os cantos do mundo. Quer alguns exemplos? Joseph Lister, inventor do antisséptico, e Nicola Sturgeon, a primeira-ministra da Escócia.

 

A Glasgow tenta manter o multiculturalismo não só no seu corpo discente como também no docente. Os seus professores vêm de diversos históricos geográficos e socioeconômicos, o que enriquece ainda mais a experiência acadêmica de todo mundo que trabalha, estuda e pesquisa na Universidade.

 

Há inclusive uma bolsa de estudo de £ 10.000 chamada Bolsa de Liderança Internacional concedida a alunos estrangeiros de mestrados profissionais em qualquer área de estudo.

 

2. University of Dundee

 

 

Na Universidade de Dundee, há 17.000 estudantes internacionais de mais de 140 países – e 3.000 professores, acadêmicos e pesquisadores estrangeiros também. Isso faz com que ela seja uma instituição de ensino superior verdadeiramente global, que promove a diversidade cultural.

 

A Dundee mantém um programa chamado “Buddy” (ou “companheiro”, em tradução livre) para que veteranos ajudem calouros com a adaptação à vida universitária e ao novo país; e também o projeto de aulas gratuitas de inglês para quem ainda não tem o nível de proficiência suficiente ou simplesmente quer melhorar as habilidades no idioma.

 

Além disso, ela ajuda desde o comecinho do processo, para quem está se inscrevendo ou preparando-se para a viagem, com vários serviços, incluindo documentos de passo a passo em PDF que podem ser baixados pelo site oficial.

 

A Universidade também tem bolsas de estudo específicas para estudantes internacionais, como a Bolsa de Excelência Global, de £ 5.000, concedida a alunos de graduação qualificados e com bom histórico de desempenho escolar.

 

Entre em contato com a University of Dundee.

 

3. University of Aberdeen

 

 

Fundada em 1495, a Universidade de Aberdeen é a quinta instituição de ensino superior mais antiga do Reino Unido. Atualmente, ela recebe mais de 14.000 estudantes internacionais de 120 nacionalidades. Entre alguns dos seus programas globais estão parcerias de intercâmbio com a América do Norte, Hong Kong, Japão e Sri Lanka e bolsas de estudo da Erasmus.

 

O seu Centro de Idiomas mantém diferentes recursos para os alunos que precisam melhorar a proficiência na língua inglesa, com materiais disponíveis em 50 idiomas; e o Centro Internacional preocupa-se em fomentar perspectivas globais e oportunidades de networking.

 

A Aberdeen tem bolsas de estudo internacionais tanto para graduações quanto para mestrados, de diferentes valores e durações. E se você estiver interessado em estudar na Aberdeen, pode conhecer a Universidade sem sair de casa. Ela realiza regularmente eventos virtuais de Open Day com chats, sessões de perguntas e respostas, e tours online pelo campus. Inscreva-se aqui!

 

Com informações de The Herald.

 

Leia também:

Como escolher uma universidade acolhedora no exterior

10 dicas para escolher o seu curso de inglês na Irlanda

Study in the UK

GRATUITO

eBook 'Estudar no Reino Unido'

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar no Reino Unido em um só livro digital.

Baixe seu eBook

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Reino Unido
Graduação
SOBRE O AUTOR

Escócia incentiva vinda de estudantes internacionais e o multiculturalismo nas universidades

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.