Essenciais
Reino Unido: Últimas notícias

Britânicos valorizam a presença de estudantes internacionais em suas universidades, diz pesquisa

Pesquisa identificou a importância da convivência com estudantes de diferentes nacionalidades e culturas para os universitários do Reino Unido

Britânicos valorizam a presença de estudantes internacionais em suas universidades, diz pesquisa
169

Uma pesquisa recente identificou que estudantes e candidatos britânicos do primeiro ano de graduação estão desapontados com a possível queda de alunos europeus e internacionais nas universidades do Reino Unido.

 

Na pesquisa da UPP realizada pelo YouthSight, os universitários tiveram de imaginar o cenário hipotético (mas possível) em que houvesse um número menor de estudantes vindos de toda a Europa e do mundo nas universidades do país e responder como se sentiam em relação a isto. Entre os participantes, 45% admitiram que se sentiam desapontados, e 19% acreditam que seria uma perda para a experiência universitária.

 

O novo ano acadêmico já começou no Reino Unido e o serviço central de admissões do Reino Unido, o UCAS, divulgou uma queda de 3% no número de estudantes europeus inscritos. A pesquisa, portanto, não só é oportuna neste período, como também proporciona uma visão importante sobre como os estudantes britânicos enxergam os seus colegas internacionais.

 

Conhecer pessoas de todas as partes do mundo foi considerado uma parte importante da experiência universitária. Ao responder o que especificamente era mais importante para eles, 67% dos estudantes responderam diferenças culturais, e 64% apontaram a diferença de nacionalidades.

 

O Brexit com certeza tem um papel fundamental na queda do número de estudantes europeus interessados em estudar no Reino Unido. De acordo com a ferramenta Hotcourses Insights, esta tendência também é refletida na queda de 5% entre os estudantes europeus à procura por um curso no Reino Unido após a decisão pelo Brexit.

 

Outro fator digno de nota nesta constatação é o aumento do interesse na Irlanda como destino de estudo alternativo entre estudantes internacionais.

 

Como os estudantes se sentem em relação à pesquisa?

 

 

Rachel Carrell, da Nova Zelândia, estudou no Reino Unido e permaneceu no país para dar início ao seu próprio negócio, o Koru Kids, que ajuda outros estudantes universitários a encontrar vagas profissionais. A neozelandesa acha excelente que estudantes internacionais sejam valorizados pelo comunidade universidade.

 

“Eu acho que acrescentamos muito e tornamos a universidade mais dinâmica e interessante para todos. Eu era um membro ativo da sociedade de australianos e neozelandeses da minha universidade. Nós éramos reconhecidos por nossas festas e churrascos!”, diz ela.

 

 A pesquisa também revelou que os estudantes do primeiro ano de graduações das universidades do Russell Group são ainda mais interessados em conhecer pessoas de culturas diferentes (79% contra 61%) e com visões políticas distintas (42% contra 25%) em relação aos estudantes das demais universidades do país.

 

Jon Wakeford, diretor de Estratégias e Comunicações da UPP e membro da Comissão de Educação Superior, acredita que “estes resultados mostram que os estudantes do primeiro ano e candidatos valorizam a oportunidade que as universidades oferecem de expandir seus horizontes, e que, claramente, conhecer estudantes de outros países e de diferentes históricos é uma parte significativa da experiência estudantil”.

 

Por que os estudantes internacionais são importantes para as universidades do Reino Unido?

 

Apesar de os aspectos imigratórios e econômicos já terem sido discutidos a exaustão, outras questões mais subjetivas não receberam a devida atenção. É por este motivo que o Relatório sobre a Experiência Estudantil da UPP traz uma mudança benvinda ao diálogo atual na mídia e compartilha uma visão diferente sobre como a geração emergente enxerga os estudantes internacionais e a sua importância para a experiência universitária em geral.

 

“Eu amei a universidade e acabei estendendo o meu curso para poder permanecer mais. Inicialmente, eu não tinha a intenção de continuar no Reino Unido após os estudos, mas eu conheci meu marido e decidi ficar em Londres e dar início ao meu negócio ao invés de voltar para casa”, conta a neozelandesa Carrell.

 

“Agora, eu trabalho muito com estudantes internacionais todos os dias. Minha empresa Koru Kids ajuda universitárias a encontrar uma vaga como babá para famílias em Londres que precisam de alguém para cuidar de suas crianças após a escola”, explica. “Nós temos muitas babás que são estudantes internacionais e isto é ótimo para todos os envolvidos – os pais amam que seus filhos tenham um contato internacional, principalmente quando as babás falam outro idioma. Ao mesmo tempo, as estudantes que trabalham como nannies amam conhecer uma família local e ter um trabalho de meio período divertido.”

 

A integração de estudantes internacionais é indispensável para a continuidade da diversidade da qual o Reino Unido tem tanto orgulho. Reter o interesse dos estrangeiros após os danos causados pelo Brexit exigirá muito mais do que negociações entre as universidades. Conseguir identificar atitudes e opiniões associadas a estudantes internacionais será uma ferramenta importante para manter a popularidade do país como destino de estudo!

 

Fonte: Artigo de Safeera Sarjoo para o Hotcourses Abroad (traduzido e adaptado por Brenda Bellani).

Pesquise por cursos

Reino Unido
Graduação
SOBRE O AUTOR

Britânicos valorizam a presença de estudantes internacionais em suas universidades, diz pesquisa

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.

GRATUITO

eBook 'Estudar no Reino Unido'

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar no Reino Unido em um só livro digital.

Dê uma olhada...