Essenciais
Reino Unido: Financiamento Estudantil

10 dicas sobre a bolsa de estudo Chevening

10 dicas sobre a bolsa de estudo integral Chevening, para mestrados no Reino Unido, de acordo com a gerente regional na América Latina da University of York

10 dicas sobre a bolsa de estudo Chevening
192

Nós assistimos ao webinar “Entenda a bolsa Chevening” com Jenny Gonzalez Hogg, gerente regional na América Latina da University of York na última quinta-feira. Organizado pelo loveUK, a conversa online teve o intuito de ajudar os brasileiros a entender o que é preciso para aumentar as chances de conseguir uma bolsa de estudo pelo Chevening, um programa concorridíssimo por candidatos do mundo todo, e fazer um mestrado de um ano no Reino Unido com todos os custos pagos.

 

A disputa é acirrada? Sim! Mas não é impossível. O programa já selecionou estudantes brasileiros em diferentes ocasiões, como a Marina e a Taís, que conversaram com o Hotcourses Brasil sobre a experiência. O que você precisa para concorrer com chances reais e justas é compreender o processo.

 

Para isso, reunimos a seguir as ótimas dicas de Jenny, que, com certeza, deixarão as regras do programa muito mais claras para você.

 

Dica: Se você ainda não sabe o que é a bolsa de estudo Chevening, recomendamos que visite este artigo antes de continuar a leitura.

 

estudar no Reino Unido

 

10 dicas sobre a bolsa de estudo Chevening

 

1. Líderes do futuro

 

Diferente de outras bolsas de estudo internacionais, normalmente focadas nas conquistas acadêmicas dos candidatos, a Chevening procura por futuros líderes. Por isso, antes de se inscrever, considere o que significa ser um bom líder, pense em exemplos e quais qualidades eles têm em comum. Depois, tente entender quais e como você as apresenta.

 

2. Não seja modesto

 

Nem sempre é fácil vender o seu peixe e muita gente entende isso como arrogância. Mas há uma grande diferença e a Chevening está interessada em saber das suas conquistas e qualidades. Use “eu” ao invés de “nós” para falar sobre os seus projetos e resultados – o programa o selecionará como um indivíduo, não como parte de uma equipe.

 

Seja ambicioso, mas realista. O Chevening gosta de pessoas que se desafiam e querem conseguir mais para sua carreira e para o Brasil, no entanto, precisa identificar como e quando você pretende chegar ao seu plano de longo prazo.

 

3. Relação entre o Brasil e o Reino Unido

 

Estudar no Reino Unido

 

O programa Chevening procura por pessoas do mundo inteiro que possam ajudar o Reino Unido no futuro em diversas áreas, desde infraestrutura aos esportes. Ao conceder as bolsas, eles estão depositando a confiança nos bolsistas de que, ao concluírem o mestrado, retornarão aos seus respectivos países de origem e terão um impacto positivo local e/ou nacionalmente, além de conseguirem manter uma relação forte e duradoura com o Reino Unido.

 

Isto nos leva às duas dicas seguintes...

 

4.  A sua área de estudo

 

Os recrutadores da Chevening querem saber por que você escolheu a sua área de estudo, por que ela é importante para o Brasil e como o mestrado no Reino Unido será essencial para alcançar os seus objetivos:

 

  • O que é prioridade na sua área no Brasil?
  • Se a sua área não é uma prioridade no Brasil, por que ela deveria ser?
  • O que precisa acontecer para a sua área melhorar?
  • Como você pretende ajudar?
  • Por que o Reino Unido é o país que lhe ajudará a alcançar isso?

 

Uma da Jenny neste aspecto é se informar sobre projetos mantidos em parceria entre o Reino Unido e o Brasil, que podem ajudar a argumentar a importância da sua área de especialização. Ela citou o exemplo das áreas esportivas, consideradas importantes pelo Chevening em edições passadas graças aos Jogos Olímpicos realizados em Londres e Rio de Janeiro respectivamente em 2012 e 2016.

 

Você se enquadra neste requisito ao definir claramente quais são os seus projetos futuros e qual é a importância da sua área tanto para o Brasil quanto o Reino Unido. Se não houver nenhum programa conjunto entre os dois países no seu campo, você precisará explicar melhor ainda por que ele é relevante e como você poderá usar os estudos ao retornar ao Brasil.

 

5. Conheça as suas motivações

 

Talvez esta seja a que resume tudo: entenda quais são as suas motivações para estudar no Reino Unido. Mesmo que seja verdade, não basta dizer apenas que é por uma questão financeira.

 

Antes de se inscrever, responda a si mesmo:

 

  • Por que você quer estudar especificamente no Reino Unido?
  • O que o Reino Unido tem a oferecer que outro lugar do mundo não tem?
  • Por que não fazer o seu mestrado no Brasil?
  • Por que cursar a sua área de estudo no Reino Unido será fundamental para seus planos futuros?

 

O Chevening sabe identificar quando o candidato tem uma ideia bem clara do que ele quer para o seu futuro e como o mestrado britânico fará com que isso aconteça.

 

Se você não tiver uma razão definida e convincente para estudar no Reino Unido, pesquise mais sobre o país e o que ele tem a oferecer a você e à sua área de estudo. Não há certo ou errado, o importante é conseguir defender os seus argumentos.

 

6. As três escolhas de universidades

 

Como explicamos no artigo sobre a bolsa de estudo Chevening, para concorrer, você pode escolher até três opções de mestrados em até três universidades do Reino Unido. Estas escolhas também precisam ser baseadas em bons argumentos.

 

Faça uma pesquisa sobre as instituições, entenda o que elas têm a oferecer e quais delas possuem fortes históricos e reputação na sua área de estudo.

 

Segundo Jenny, gerente regional na América Latina da University of York, se você citar apenas instituições como Oxford e Cambridge, potências mundialmente renomadas, vai aparentar que você não fez a sua pesquisa e escolheu apenas as mais famosas sem motivos bem definidos.

 

Uma opção é pesquisar em rankings acadêmicos por área de estudo e identificar quais instituições britânicas aparecem no top 5 para a sua especialização.

 

Procure uma resposta para esta pergunta: o que é especial em relação ao seu curso na universidade que você selecionou? Pode ser:

 

  • As especializações que ela oferece;
  • O método de ensino;
  • As disciplinas da sua grade curricular;
  • Um professor que você admira e com quem gostaria de trabalhar;
  • Oportunidades oferecidas pela universidade (a Universidade de York, por exemplo, tem um programa de trabalhos voluntários);
  • Um laboratório específico da universidade que você gostaria de usar ou outras instalações;
  • A localização do campus.

 

São muitas possibilidades, portanto, é necessário saber explicar como a universidade atende às motivações que você definiu a partir da anterior.

 

Atenção: Para se inscrever na Chevening, você não precisa ter sido admitido previamente em uma destas três universidades. Basta ter definido quais são as suas opções de mestrado. No entanto, de acordo com Jenny, já ter passado pelo processo seletivo e ter sido admitido por uma ou mais universidades pode ser uma vantagem, por demonstrar que você é organizado e faz os seus planos com antecedência.

 

7. Networking

 

Além de ser um bom líder, outra característica-chave que a Chevening busca nos candidatos é o networking – a capacidade de fazer conexões fortes e duradouras. Saiba explicar e dar exemplos concretos de como você conhece pessoas, como mantém esses contatos e como usará as conexões firmadas durante o mestrado para contribuir com a relação entre o Reino Unido e o Brasil depois de retornar.

 

A Chevening não é só uma bolsa de estudo. Como mestrando do programa, você fará parte de uma comunidade de pessoas interessantes e cheias de ideias inovadoras. A Chevening quer saber se você se integrará à comunidade, se aproveitará da oportunidade inigualável e também de que forma contribuirá ao grupo.

 

Saiba mais sobre networking.

 

8. O método STAR

 

técnica star

 

Uma vez definidas as escolhas de universidades e todas as suas motivações, é hora de preparar as suas respostas para as perguntas da inscrição na bolsa Chevening. Jenny, assim como a mestranda brasileira Taís, recomenda o uso do método STAR para estruturar o seu texto. Saiba sobre ele aqui!

 

Elabore cada um dos quatro passos do STAR de um ponto de vista pessoal (de novo: use “eu” ao invés de “nós”, “meu chefe” ou “a equipe”). Evite respostas genéricas e dê ênfase aos seus resultados, citando exemplos concretos com detalhes: horas, estatísticas, números, decisões tomadas a partir da sua ação, etc.

 

Exemplos: “Os acessos à página cresceram 40% de acordo com a análise da empresa” ou “Depois deste resultado, a empresa adotou o método elaborado pelo meu projeto”.

 

9. Proficiência no inglês

 

Não é papel da Chevening verificar a proficiência na língua inglesa do candidato na primeira fase do processo – você só precisará da nota em um teste oficial em julho. Isto é feito pelas universidades como parte da seleção nos mestrados escolhidos. Entretanto, suas respostas deverão ser escritas em inglês e a segunda parte da seleção da bolsa Chevening inclui uma entrevista ministrada no idioma.

 

Ou seja, mesmo que não precise de um resultado obrigatório em um exame de inglês no primeiro momento da inscrição na Chevening (algo que será necessário para admissão no mestrado), você precisará de um nível confortável no seu inglês de escrita e conversação a fim de se expressar da melhor maneira possível.

 

10. Saiba quando se inscrever

 

O programa Chevening não tem um limite de idade e, de fato, até costuma selecionar estudantes mais maduros, com experiência, que tenham uma compreensão mais ampla e apurada dos seus planos a longo prazo.

 

Por isso, se você ainda não tem a fluência adequada no inglês ou não sabe exatamente quais são os seus propósitos para o futuro, ou então acredita ainda não possuir os requisitos e as experiências necessárias para uma concorrência justa com todo o seu potencial, talvez não seja a hora de se inscrever.

 

Prefira se programar melhor, fazer a sua pesquisa minuciosa, entender as suas razões e planos futuros e se inscrever quando se sentir mais preparado.

 

Conheça a University of York

 

University of York, Reino Unido

 

Uma das principais universidades do prestigioso Russell Group, a Universidade de York busca combinar sua excelência acadêmica de mais de 50 anos com uma cultura de inclusão para acolher estudantes do mundo inteiro e ajudá-los a atingir o seu potencial.

 

Localizada na histórica cidade de York (foto), a instituição é classificada com padrão ouro na avaliação do governo (Teaching Excellence Framework) em reconhecimento à sua reputação renomada no ensino, aprendizado e resultados dos graduados.

 

Na York, você se unirá a uma comunidade de 18.000 estudantes de mais de 140 países.

 

Entre em contato com a University of York.

 

Assista ao webinar completo

 

Assista ao webinar “Entenda a bolsa Chevening - O que você precisa saber para aumentar as suas chances” com Jenny Gonzalez Hogg, gerente regional na América Latina da University of York.

 

Study in the UK

GRATUITO

eBook 'Estudar no Reino Unido'

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar no Reino Unido em um só livro digital.

Baixe seu eBook

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Reino Unido
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

10 dicas sobre a bolsa de estudo Chevening

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.