Essenciais
Reino Unido: Financiamento Estudantil

Mestranda do Chevening explica processo para bolsa de estudo

Bolsa de Estudo Chevening: Taís Blauth está cursando de graça o Mestrado em Política e Relações Internacionais na Durham University e conseguiu um estágio no governo estadual

Mestranda do Chevening explica processo para bolsa de estudo no Reino Unido
68

O Hotcourses Brasil conversou com Taís Blauth, 27, bolsista do programa Chevening Scholarship atualmente matriculada no Mestrado em Política e Relações Internacionais (Teoria Política) na Durham University, no Reino Unido. Gaúcha e graduada em Direito pela Universidade Feevale, ela também está estagiando para o governo do estado de Durham em um projeto de qualificação profissional e tem várias dicas para compartilhar com quem quer se inscrever na bolsa de estudo integral para mestrados.

 

Mestrado no Reino Unido

 

Como soube da bolsa de estudo Chevening?

 

Uma amiga minha que me indicou. Ela foi contemplada pela bolsa de estudos em 2017.

 

Quais foram as suas razões para escolher o Reino Unido como destino de estudo?

 

O Reino Unido é mundialmente conhecido pela qualidade de suas universidades, e esse certamente foi um dos principais motivos que me levaram a escolher o Reino Unido como destino de estudo. Além disso, eu tinha interesse em estudar em um país falante da língua inglesa, pois tinha interesse em aprimorar a fluência em inglês.

 

Como foi o processo de seleção universitária e também da Chevening Scholarship? Você recebeu orientação de alguma agência?

 

O processo de admissão nas universidades não é complexo, mas é necessário se preparar com antecedência devido a quantidade de documentos que são exigidos. Tive que providenciar a tradução juramentada do meu histórico e diploma da graduação, solicitar cartas de referência e fazer a prova de proficiência, além de escrever o personal statement. Cada universidade tem um procedimento específico, e algumas instituições exigem documentos adicionais (como um texto escrito em inglês). Não recebi orientação de nenhuma agência, pois na época não conhecia a loveUK.

 

Felizmente fiquei sabendo da bolsa Chevening antes mesmo do início das inscrições, então tive bastante tempo para desenvolver uma boa application. Elaborei as essays ao longo de 2 meses, e durante esse período contei com a ajuda de diversas pessoas que se dispuseram a ler meus textos e dar sugestões de melhoria. Acredito que o mais difícil seja identificar quais são as experiências mais relevantes a serem destacadas para o painel de seleção, pois o espaço para resposta é curto. Quando eu me apliquei à bolsa, o formulário de inscrição era dividido em 4 textos, que possuem um limite de 500 palavras por resposta.

 

Aos candidatos, minha sugestão é: em um primeiro momento, escreva todas suas experiências relevantes e depois comece a selecionar o que você considera indispensável. Se você tiver dificuldade ao estruturar as respostas, utilize a técnica STAR (que também pode ser usada no personal statement que você precisará enviar às universidades).

 

Quando recebi a notícia de que havia sido contemplada com a bolsa Chevening, iniciei os procedimentos de solicitação do visto de estudante. A loveUK me ajudou com todos os detalhes e revisou o formulário de solicitação do visto (meu e do meu marido, que veio para o Reino Unido comigo). O melhor de tudo é que, como a Durham University é parceira da loveUK, toda a assessoria foi completamente gratuita. Recomendo que todos contem com essa assessoria especializada!

 

Em quais opções de mestrado você se inscreveu? Foi admitida na sua opção principal?

 

Eu me inscrevi em três cursos de mestrado nas seguintes universidades: University of Glasgow, University of Bristol e Durham University. Felizmente fui aprovada nas três, e decidi pela Durham University.

 

Como tem sido a experiência de cursar o seu mestrado britânico com os auxílios da bolsa de estudo?

 

bolsa de estudo Chevening - Taís Blauth

 

Cursar o mestrado no exterior é um grande desafio. Nos primeiros meses do curso, temos que nos adaptar a um novo país, a comidas diferentes, a um novo idioma, a ler artigos acadêmicos em inglês, a ter aulas com uma metodologia completamente diferente. Ou seja, é uma experiência incrível, mas que também exige muito dos alunos internacionais.

 

Ainda que esse período tenha sido desafiador, não precisei me preocupar com os custos de morar no Reino Unido, já que a bolsa é suficiente para cobrir todas as despesas com moradia, transporte e alimentação. Isso me deixava muito tranquila! Além disso, é possível economizar e viajar para conhecer mais esse país incrível e com uma cultura muito rica.

 

Você participa das atividades do programa Chevening pelo país?

 

Na medida do possível, tento participar dos eventos organizados pelo Chevening. Um dos eventos que participei foi um debate, que ocorreu na Durham University. A atividade foi muito bacana! Nós fomos divididos em duas equipes que argumentaram lados contrários de uma temática específica.

 

Ao longo de algumas semanas pesquisamos sobre o tema, elaboramos os principais argumentos e praticamos, tudo com o suporte de um profissional britânico especializado em treinar adultos para debates (Sr. Tony Koutsoumbos). Além de aprender mais sobre o assunto do debate, pude desenvolver minhas habilidades em oratória.

 

Como você conseguiu o seu estágio no país?

 

Um dos meus objetivos aqui no Reino Unido era fazer um estágio, pois queria ter a experiência de trabalhar no exterior e conhecer um pouco mais sobre a rotina profissional daqui. Por esse motivo, logo que cheguei fui conhecer o setor de carreiras da minha universidade.

 

Recebia semanalmente diversas oportunidades de emprego e estágio, tanto na minha cidade quanto em outros lugares do Reino Unido. Foi assim que descobri essa oportunidade de estágio no governo do estado de Durham, em um projeto chamado “Durham Learn”, voltado à qualificação profissional por uma plataforma digital.

 

Preparei os documentos da candidatura e o setor de carreiras da minha universidade revisou meu currículo e carta de motivação. Eles me deram várias dicas de como aprimorar esses documentos, o que foi essencial para que eu conseguisse o estágio.

 

Quais dicas daria para outros brasileiros interessados em conseguir uma bolsa de estudo Chevening no Reino Unido?

 

  1. Comece a preparar sua application com antecedência. É importante reservar um tempo para refletir sobre suas experiências e identificar qual é a mais relevante para sua candidatura.
  2. Na essay sobre o plano de carreira, seja claro e demonstre que você sabe o que é preciso para chegar no seu plano de longo prazo. Respostas vagas, apenas elencando quais são os cargos que você quer ocupar sem explicar o “como”, poderá prejudicar sua candidatura.
  3. Peça para alguém revise suas essays. Conte com a ajuda de pessoas de confiança: é importante que outras pessoas leiam suas respostas para que lhe deem dicas de como melhorar a estrutura e clareza. Se possível, também peça para um ex-bolsista revisar seu texto. Mas lembre-se: a decisão final do que alterar (ou não alterar) no texto, é totalmente sua. Ouça as sugestões e avalie se as alterações são válidas para você.

 

Saiba mais: O processo de seleção do programa Chevening

Study in the UK

GRATUITO

eBook 'Estudar no Reino Unido'

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar no Reino Unido em um só livro digital.

Baixe seu eBook

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Reino Unido
Pós-graduação
SOBRE O AUTOR

Mestranda do Chevening explica processo para bolsa de estudo no Reino Unido

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.