Essenciais
Estados Unidos: Inscrevendo-se em uma universidade

As melhores dicas para a sua inscrição em uma universidade dos Estados Unidos

O Hotcourses entrevistou dois profissionais que trabalham com a seleção de estudantes nos EUA para trazer dicas importantes para a sua inscrição em uma universidade norte-americana

As melhores dicas para a sua inscrição em uma universidade dos Estados Unidos
596

O processo seletivo dos Estados Unidos é diferente de diversas formas, por isso, é comum que você tenha dificuldade para entender por onde começar e como ser bem-sucedido na sua inscrição. Para ajudar a esclarecer como funciona a seleção, o Hotcourses conversou com estudantes internacionais e profissionais da área para trazer algumas dicas essenciais para você.

 

A primeira coisa que você precisa saber é que a inscrição inicial para uma universidade nos EUA é, de fato, bem simples. Basicamente, você tem duas opções: ou faz a inscrição diretamente pelo sistema da universidade ou então por sistemas genéricos como o Common Application. Independente da sua escolha, você deverá responder uma série de perguntas que te guiarão durante o preenchimento do formulário.

 

O formulário de inscrição não é a parte mais complicada, mas sim os demais documentos que devem ser providenciados durante o processo seletivo.

 

Depois de consultar estudantes e profissionais, identificamos que há uma série de coisas que você pode fazer para se destacar dentre as milhares de inscrições que as universidades americanas recebem todos os anos. Nós falaremos sobre elas a seguir, com alguns conselhos da Vice-Presidente de Matrículas da Maryville University, Melissa Mace, e o estudante internacional, Callum Squires, que após se graduar foi contratado pelo Departamento de Admissões da Trinity University, no Texas.

 

 

Notas altas

 

Este item pode parecer o mais óbvio de todos, mas não subestime a importância de manter um bom desempenho no ensino médio.

 

Muito provavelmente você terá que prestar também um exame padrão de admissão norte-americano, o ACT ou o SAT, dependendo da universidade em que você estiver se inscrevendo. “O estudante internacional geralmente precisa prestar apenas um dos exames e tirar a maior nota possível. É comum fazer o teste mais de uma vez, então não se preocupe se este for o seu caso. Mas é importante estar ciente que isto terá um custo adicional”, explica Callum.

 

Escreva uma excelente declaração pessoal/carta de motivação

 

Você já deve ter escutado falar sobre a redação que é exigida para a admissão nos Estados Unidos.  Chamada de essay, personal statement ou motivation letter, ela é essencial para que a universidade conheça um pouco mais sobre cada candidato.

 

“As questões do essay devem mostrar o que o candidato pensa sobre o sistema educacional dos EUA e o que ele espera dele”, diz Melissa. “Por que escolheram a nossa universidade? Por que escolheram esta área de estudo específica? Os candidatos precisam responder honestamente estas questões. A ortografia, a gramática, a estrutura das sentenças, o seu ponto de vista... O estudante deve ser capaz de contar uma história sobre si mesmo.”

 

Se a escrita não for o seu ponto forte, não peça para alguém escrever a sua redação por você. É sério, NÃO faça isso mesmo! Como a Melissa explana, é fácil reconhecer quando outra pessoa escreveu o seu essay. “Muitos candidatos ficam preocupados e nos enviam redações escritas por outras pessoas. Nós queremos conhecer o seu próprio trabalho”, orienta.

 

Inscreva-se com antecedência

 

Outro fator meio óbvio, mas que também é extremamente essencial para as universidades dos Estados Unidos é dar início à sua inscrição o quanto antes possível. O ideal seria no mínimo um ano antes do prazo final, para que você tenha tempo suficiente de escolher o curso certo e reunir todos os documentos necessários – sem contar os exames que precisará prestar para a seleção.

 

“A maioria dos estudantes tenta terminar sua inscrição até o Natal, por isso, recomendaria que todos procurassem terminar nesta mesma época, mesmo que o prazo final geral seja quase sempre em fevereiro”, aconselha Callum. Conseguir acabar antes do prazo significa estar na dianteira e também evitar entregar uma inscrição às pressas, mal feita.

 

 

Essencialmente, isso é muito importante porque também te permite manter um diálogo com a sua universidade americana. As instituições costumam ter equipes de admissões disponíveis para atender aos estudantes internacionais e tirar suas dúvidas. Aproveite destes serviços sempre que precisar! Se você estiver certo sobre a sua escolha de universidade, tente entrar em contato com os agentes de admissão por email ou telefone e até mesmo visitá-los, se possível. Demonstrar interesse genuíno e apresentar-se pessoalmente são ações que podem impactar positivamente a sua seleção.

 

Callum concorda: “Certifique-se de conhecer o maior número de pessoas possível. Na minha faculdade, o departamento de admissões ficava aberto seis dias por semana para que os candidatos pudessem visitá-lo, fazer um tour pelo campus e receber orientação sobre a inscrição”.

 

Considere cuidadosamente em quais universidades se inscrever

 

Seja cauteloso com a sua escolha de universidade. Nos Estados Unidos, o processo seletivo é um pouco diferente de outros países: não há limite de instituições nas quais você pode se inscrever. Apesar de parecer ser uma vantagem, algumas pessoas acabam se aplicando em muitas universidades e perdem o foco, o que pode resultar em uma inscrição fraca.

 

“O que eu recomendo a qualquer candidato é que se inscrevam em três a cinco universidades. Nós dizemos para os estudantes escolherem uma universidade “de segurança”, o que significa que ela tem padrões de admissões um pouco menos rígidos e é uma aposta bastante segura de ser selecionado. Inscreva-se também em uma instituição que seja no seu nível e em uma um pouco acima dele (para o caso de você conseguir resultados melhores do que o esperado)”, orienta Melissa.

 

Faça atividades extracurriculares

 

Diferente do que acontece no processe seletivo no Canadá, as suas atividades extracurriculares serão muito importantes nos Estados Unidos. As universidades querem saber se você foi capaz de participar de atividades além das salas de aulas que ajudaram no seu desenvolvimento pessoal.

 

Entenda mais sobre isso aqui.

 

“Nós avaliamos as atividades das quais os candidatos participaram durante o ensino médio. Isso é importante para que possamos saber o que você tem feito como um estudante colegial, no que você estava envolvido além dos estudos, como esportes e atividades voluntárias”, explica Melissa.

 

 

“As atividades extracurriculares podem ser muito importantes. Elas são exemplos de liderança e envolvimento, qualidades essenciais, que realmente complementam as experiências e habilidades do candidato.”

 

Pronto! Agora você tem uma visão bem mais completa sobre o processo seletivo nos Estados Unidos! Vamos encontrar uma universidade perfeita para você? Comece a pesquisar aqui!

 

Fonte: Artigo de Raif Howley para o Hotcourses Abroad (traduzido e adaptado por Brenda Bellani).

Study in the USA

Gratuito

eBook ‘Estudar nos Estados Unidos’

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar nos Estados Unidos em um só livro digital.

Baixe seu eBook

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Estados Unidos
Graduação
SOBRE O AUTOR

As melhores dicas para a sua inscrição em uma universidade dos Estados Unidos

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.