Essenciais
Estados Unidos: Destino de Estudo

Conheça a Johns Hopkins University, na vanguarda das informações sobre a Covid-19

A Johns Hopkins University é uma das universidades mais importantes do mundo e, atualmente está na vanguarda da resposta internacional à Covid-19 e divulgação de dados desde o início da pandemia.

Conheça a Johns Hopkins University, na vanguarda das informações sobre a Covid-19

Se você tem acompanhado as notícias sobre a pandemia da Covid-19, já deve ter escutado esse nome antes. A Johns Hopkins University, nos Estados Unidos, desde o começo manteve-se na dianteira da pesquisa, coleta de dados e divulgação de informações sobre o coronavírus pelo mundo.

 

Afinal, por que a universidade é tão renomada?

 

Quando ambição encontra oportunidade

 

Fundada em 1876 em Baltimore, Maryland, nos Estados Unidos, a Johns Hopkins University (JHP) tem uma história relativamente curta se comparada a outras potências acadêmicas do país. Uma instituição particular sem fins lucrativos, ela foi criada para ser uma instituição focada em pesquisa científica, inspirada no modelo da Universidade Humboldt de Berlim, na Alemanha. Com isso, ela foi reconhecidamente a primeira universidade de pesquisa da América.

 

O site oficial da JHU traz um trecho do discurso do primeiro presidente da Universidade feito durante a sua inauguração para explicar a sua missão: “Incentivar a pesquisa e o avanço de acadêmicos individualmente que, com sua excelência, avançarão as ciências que estudam e a sociedade onde moram”.

 

E assim é até hoje, como comprovam as atividades revolucionárias da JHU em relação à pandemia.

 

A missão acadêmica da Johns Hopkins University nos Estados Unidos

 

Escolas e divisões acadêmicas da JHU

 

A Johns Hopkins University é formada por nove divisões acadêmicas espalhadas por quatro campi em Baltimore, um em Washington, D.C e um em Montgomery County em Maryland. Além disso, ela tem campi internacionais em Nanjing, na China, e em Bolonha, na Itália.

 

As suas escolas e divisões são as seguintes:

 

  • Escola de Estudos Internacionais Avançados: com um currículo interdisciplinar em três continentes, a Escola tem ênfase na economia e relações internacionais e estudos regionais preparando os estudantes para enfrentar desafios contemporâneos do mundo inteiro.
  • Laboratório de Física Aplicada: este é o maior centro de pesquisa afiliado a uma universidade no país, dedicado a tecnologias complexas relacionadas à segurança dos Estados Unidos e exploração do espaço.
  • Krieger Escola de Artes e Ciências: formada por 22 departamentos e 33 centros, programas e institutos de Artes, Humanas, Ciências Naturais e Ciências Sociais.
  • Carey Business School: essa é uma das escolas de negócios mais famosas do mundo, oficialmente acreditada pela AACSB.
  • Escola de Educação: uma das seis melhores escolas com cursos de pós-graduação do país, dedicada à formação de professores.
  • Whiting Escola de Engenharia: líder global em inovação e pesquisa, a escola usa princípios matemáticos e científicos de maneira criativa para resolver problemas do mundo real.
  • Escola de Medicina: essa escola revolucionou o ensino, a pesquisa e a prática da Medicina nacional e internacionalmente.
  • Escola de Enfermagem: uma das melhores escolas de pós-graduação do país, o seu objetivo é melhorar o saúde local e globalmente por meio da liderança e excelência no ensino, pesquisa e prática da Enfermagem.
  • Instituto Peabody: a primeira academia de Música dos Estados Unidos treina músicos e dançarinos de todas as idades.
  • Bloomberg Escola de Saúde Pública: como a melhor escola na área do país desde 1994, ela treina cientistas e profissionais de Saúde Pública comprometido com a promoção da saúde e prevenção e doenças pelo mundo.

 

Conquistas e reconhecimentos da JHU

 

A Johns Hopkings University tem um histórico extenso e impressionante de descobertas, inovações, avanços e reconhecimentos acadêmicos ao longo dos seus 140 anos na ativa.

 

Conheça algumas das conquistas e reconhecimentos mais importantes:

 

  • Em 2019, pesquisadores da JHU conseguiram revelar as primeiras imagens detalhadas da Ultima Thule, o objeto espacial mais distante já estudado.
  • Durante uma observação casual em um trabalho com uma máquina desfibriladora (que também foi inventada na universidade), a ressuscitação cardiovascular por inventada em 1958.
  • Em 1972, cientistas da universidade inventaram o primeiro marca-passo implantável e recarregável.
  • A primeira foto colorida da Terra do espaço foi tirada por pesquisadores da JHU.
  • Estudos da universidade ajudaram a identificar altas taxas de mortes infantis em acidentes de carro que resultaram nas leis de restrições para segurança de crianças por todo o país.
  • Entre 2006 e 2008, a instituição decodificou os primeiros genomas do câncer e desenvolveu um exame de sangue para câncer.
  • 29 dos seus ex-alunos e professores já venceram o Prêmio Nobel de Física, Química, Medicina, Ciências Econômicas e da Paz.
  • Dois terços de todos os doutorados (PhD) oferecidos pela JHU são classificados entre os 20 melhores em suas respectivas áreas no país.

 

Alcance internacional

 

Dentre os mais de 21.000 estudantes de graduação e pós-graduação da JHU, aproximadamente 6.000 são estrangeiros vindos de 111 países diferentes. Além disso, todos os anos mais de 500 dos seus alunos matriculados têm a experiência de estudar no exterior com programas de intercâmbio em mais de 40 países.

 

Uma vez formados, os seus estudantes partem para aprofundar os estudos ou construir carreiras por todas as partes do mundo. De fato, mais de 12.100 ex-alunos da JHU moram no exterior e há clubes internacionais de ex-alunos em 63 países.

 

Coronavírus

 

Os especialistas em saúde pública global da Johns Hopkins University estão na vanguarda da resposta internacional à Covid-19 desde o início da pandemia. Com a colaboração de múltiplas divisões acadêmicas da instituição, a JHU criou um site especialmente para oferecer recursos para o entendimento do vírus a fim de informar o público e fornecer dados globais precisos que possam ajudar os formuladores de políticas do mudo todo a salvar vidas.

 

O Coronavirus Resource Center mantém um mapa geral do mundo e um dos Estados Unidos com um “rastreador de casos” atualizado diariamente com o número de casos e mortes por Covid-19. Você pode visualizar os dados gerais desde o início da pandemia ou dia a dia; e por país ou região específica.

 

Pelos dados coletados, a JHU também consegue manter no site um acompanhamento da disseminação da doença pelo mundo com recursos visuais, que contextualizam os dados do mapa da Covid-19.

 

Há, inclusive, uma página sobre testes da Covid-19 atualizadas regularmente com as mais recentes pesquisas, descobertas e tendências mundiais. Com isso, a JHU busca tornar público todos os dados disponíveis referente aos testes de Covid-19.

 

Pela precisão, abrangência e excelência dos seus recursos, o Coronavirus Resource Center da Johns Hopkins University se tornou rapidamente não só referência global como a fonte oficial de dados sobre a pandemia do coronavírus, sendo citado em estudos e meios de comunicação do mundo inteiro.

 

Admissões internacionais para graduações

 

Se depois de tudo isso você ficou interessado em estudar na Johns Hopkings University, nós te entendemos! A instituição recebe inscrições de estudantes de todas as partes do mundo, mas o processo seletivo é bastante concorrido, com uma média de admissão de 13%.

 

A inscrição é feita por dois serviços centralizados, a Coalition for College Application e Common Application de agosto a janeiro para o semestre de outono com início em agosto. A taxa de inscrição é de US$ 70.

 

Você precisará de:

 

  • Carta de recomendação detalhada de um orientador escolar;
  • Histórico escolar com desempenho oficial no 9º, 10º e 11º ano de estudos de acordo com o sistema de ensino dos EUA;
  • Perfil do ensino médio;
  • Avaliação de dois professores que possam fornecer um insight sobre você e o seu trabalho;
  • Resultado no SAT Reasoning Test ou no ACT;
  • Resultado em um exame de proficiência no inglês: IELTS, TOEFL, Duolingo ou Cambridge English Exam

 

As notas mínimas necessárias para comprovação de proficiência adequada na língua inglesa são:

 

Teste

Nota mínima exigida

IELTS

7.0

TOEFL iBT

Nota geral: 100

Reading: 26

Listening: 26

Writing: 22

Speaking: 25

Duolingo English Test

Nota geral: 120

Literacy: 125

Conversation: 120

Comprehension: 135

Production: 105

Cambridge English Test – C1 Advanced ou C2 Proficiency

185

 

Embora a JHU exija uma série de documentos e requisitos para a admissão de estudantes internacionais, o processo seletivo é holístico. O comitê de recrutamentos avalia caso a caso, de acordo com as realizações, objetivos e adequação à comunidade discente de cada candidato. O que a universidade procura é identificar, além de desempenho e aptidão, estudantes que realmente prosperem com uma graduação da JHU.

 

Bolsas de estudo

 

A Johns Jopkins University oferece assistências financeiras para estudantes internacionais tanto baseadas em necessidade financeira quanto em mérito acadêmico. No geral, o valor concedido em bolsas de estudo é US$ 25.000, mas isso pode variar para mais ou para menos de acordo com cada caso.

 

No entanto, diferente do MIT, a admissão na universidade está relacionada à capacidade do candidato de bancar pelos estudos.

 

Visite a página de bolsas de estudo internacionais da Johns Hopkins University.

 

Leia também:

Por que as universidades de Boston são as mais desejadas pelos estudantes?

Como se candidatar a uma graduação da Harvard como estudante internacional

Study in the USA

Gratuito

eBook ‘Estudar nos Estados Unidos’

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar nos Estados Unidos em um só livro digital.

Baixe seu eBook
CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA