Essenciais
Estados Unidos: Destino de Estudo

Por que o MIT é uma das melhores universidades do mundo?

As razões para o Massachusetts Institute of Technology, nos Estados Unidos, ser uma das universidades mais renomadas do mundo, em 1º lugar há nove anos no ranking QS.

Por que o MIT é uma das melhores universidades do mundo?

Há nove anos consecutivos no primeiro lugar do QS World University Rankings, o Massachusetts Institute of Technology, mais conhecido como MIT, é uma das universidades mais famosas do mundo. Embora tenha ficado na quinta posição da mais recente edição do ranking mundial da Times Higher Education, não há como negar que ele é também imbativelmente uma das melhores universidades que existem. Por quê? O que faz esse instituto de tecnologia particular dos Estados Unidos se destacar tanto?

 

O MIT, com quase 160 anos de história, está localizado a pouco mais de três quilômetros de outra potência acadêmica, a Harvard University, na cidade de Cambridge, Massachusetts, próxima a Boston. Isso faz com que essa região seja um dos destinos de estudo mais desejados do mundo – e também um dos mais concorridos.

 

Mas o que de fato destaca o MIT das demais grandes universidades norte-americanas é o seu foco em tecnologia. Mais especificamente, a sua eficácia em transformar as ideias dos seus estudantes e acadêmicos em negócios bem-sucedidos. E, claro, suas pesquisas científicas também!

 

A seguir, conheça alguns dos principais fatores que transformam o MIT em uma das principais universidades do mundo.

 

Processo de admissão no MIT

 

O MIT orgulha-se de selecionar as mentes mais brilhantes do mundo, independente de histórico, nacionalidade e condição financeira. O seu processo seletivo mantém uma política de “admissões às cegas” tanto para estudantes nativos quanto para internacionais. Isso significa que se o candidato for selecionado com base em mérito – de acordo com a sua qualificação e desempenho acadêmico extraordinários –, mas não for capaz de bancar pelos estudos, a universidade o ajudará financeiramente.

 

Perspectiva internacional

 

Dos 11.161 estudantes do MIT, mais de 3.700 são estrangeiros. Eles vêm dos 50 estados americanos e de 118 países diferentes. O número é ainda maior em relação ao corpo docente: dos seus 2.977 professores, 1.677 são estrangeiros, de acordo com o site oficial do QS World University Rankings.

 

Não é à toa que o Instituto teve uma pontuação de 100% em proporção de professores internacionais.

 

Bolsas de estudo no MIT

 

MIT nos Estados Unidos

 

Estudar no MIT não é nada barato. Segundo o site oficial do Instituto, o valor total para o ano acadêmico de 2020-2021 é de US$ 76.150. No entanto, há bolsas de estudo de diferentes tipos disponíveis a todos os estudantes, inclusive opções 100% integrais. A média anual típica paga por um bolsista do MIT com base em necessidade financeira (need-based) é U$ 23.442, o que se assemelha ao valor de uma universidade pública nos Estados Unidos.

 

O MIT é uma de apenas cinco universidades do país a ter estas duas políticas para a admissão acadêmica e concessão de bolsa de estudos:

 

  • Need-blind: Durante o processo seletivo, o MIT não considera a capacidade dos candidatos de pagar as taxas de ensino como fator decisivo de seleção.
  • Full-need: O MIT se compromete a atender 100% das necessidades financeiras dos estudantes admitidos.

 

No ano acadêmico de 2018-2019, por exemplo, 59% dos estudantes integrais matriculados em graduações do MIT receberam algum tipo de bolsa ou ajuda financeira.

 

Ex-alunos do MIT

 

O MIT já formou mais de 139.000 estudantes, que agora são profissionais talentosos espalhados por todos os cantos do mundo. Muitos permanecem evolvidos com a universidade ao longo de suas carreiras, fazendo trabalhos voluntários, ajudando a proporcionar estágios aos estudantes atuais, servindo como mentores e também contribuindo com doações para projetos e bolsas de estudo do Instituto.

 

Entre os ex-alunos do MIT, encontram-se 39 indicados ao Prêmio Nobel e figuras mundialmente famosas como diplomata Kofi Annan e Buzz Aldrin, astronauta da missão Apollo 11.

 

Inovação

 

A missão do MIT nos Estados Unidos

 

A filosofia do MIT é “mente e mão” por estimular não só a inteligência e o pensamento crítico, como também o aprendizado prático – colocar a mão na massa no mundo real. A região metropolitana de Boston está cheia de empresas geradas por ideias de alunos do MIT. O que, por consequência, proporciona parcerias e colaborações com a indústria para estágios, pesquisas e oportunidades de trabalho após a conclusão dos estudos.

 

O Instituto tem diversos programas que incentivam a inovação e a criatividade entre seus estudantes e acadêmicos, como:

 

  • MIT Innovation Iniciative: A Iniciativa de Inovação do MIT é uma equipe responsável pelo incentivo do desenvolvimento e fortalecimento da inovação e do empreendedorismo por toda a comunidade da universidade e também pela divulgação dos programas e oportunidades disponíveis.
  • MIT $ 100K Entrepreneurship Competition: A competição de US$ 100 mil é dividida em três categorias – Pitch, Accelerate e Launch – e premia as ideias e planos de negócios mais originais. Para concorrer o indivíduo ou pelo menos um membro da equipe precisa estar matriculado no MIT.
  • IDEAS: O desafio anual de inovação social do MIT une equipes de estudantes e mentores acadêmicos para resolver as questões sociais e ambientais mais urgentes do mundo. Os vencedores recebem até US$ 16.000 para colocar a sua ideia em prática.

 

Pesquisas no MIT

 

A abordagem do MIT de aprender fazendo se estende às suas pesquisas acadêmicas também e as oportunidades acontecem desde o bacharelado. Por meio do Programa de Oportunidades de Pesquisa de Graduação (UROP) do MIT, mais de 85% dos estudantes matriculados em graduações têm a chance de participar de pesquisas conduzidas pelo corpo docente do Instituto.

 

O MIT é formado por cinco escolas e uma faculdade – Escola de Arquitetura e Planejamento; Escola de Engenharia; Escola de Humanas, Artes e Ciência Sociais; Escola de Gestão Sloan; Escola de Ciências; e a Faculdade de Computação Schwarzman. Juntas, elas mantêm 30 departamentos com pesquisas científicas diferentes, além de vários centros, laboratórios e programas.

 

Os cientistas e acadêmicos do MIT foram responsáveis por descobertas revolucionárias, como a primeira síntese química da penicilina, a criação do radar, a descoberta de quarks, o conceito de universo em expansão e a invenção da memória do núcleo magnético que possibilitou o surgimento de computadores digitais.

 

Atualmente, o Instituto se dedica a pesquisas de temas essenciais à sociedade, como inteligência artificial, mudança climática, HIV, cura do câncer e erradicação da pobreza.

 

Vida no campus

 

Uma capela no campus do MIT, nos Estados Unidos

Uma capela no campus do MIT.

 

O MIT tem um campus de 166 acres com tudo que sua comunidade possa precisar. Além dos estudos, os alunos têm acesso a uma vida social e atividades de todos os tipos. Há mais de 500 organizações e clubes estudantis, 20 grupos de tradições religiosas, 33 equipes esportivas que competem em ligas interuniversitárias, 12 museus e galerias de artes e muito mais.

 

Além disso, o MIT oferece diferentes residenciais estudantis e aproximadamente 20 refeitórios dentro do campus, para os estudantes morarem perto de todos os prédios acadêmicos e participarem efetivamente da vida universitária.

 

Admissão de estudantes internacionais

 

O MIT tem uma equipe de recrutadores preparada para interpretar o sistema educacional do mundo inteiro a fim de encontrar a equivalência de históricos escolares internacionais em relação ao americano.

 

Todos os candidatos estrangeiros precisam comprovar desenvoltura adequada nas disciplinas que eles pretendem continuar a estudar no MIT. A recomendação oficial é ter cursado quatro anos de inglês, matemática (cálculo), dois ou mais anos de história/estudos sociais; biologia; química e física.

 

Também será necessário prestar um dos dois testes padronizados de seleção norte-americanos, o ACT ou SAT, e tirar uma nota geral mínima de 90 no TOEFL, prova de proficiência no inglês (com no mínimo 23 em cada seção do teste). A documentação para inscrição internacional inclui informação biográfica, cartas de recomendação, declaração pessoal, etc. Os candidatos pré-selecionados passam por uma entrevista antes da resposta definitiva.

 

Leia também:

Como se candidatar a uma graduação da Harvard sendo estudante internacional

A admissão em diferentes escolas e departamentos de Harvard

Como estudar Medicina nos Estados Unidos?

Study in the USA

Gratuito

eBook ‘Estudar nos Estados Unidos’

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar nos Estados Unidos em um só livro digital.

Baixe seu eBook
CURSO PERFEITO
Quer saber qual curso é melhor para você?
Descubra com a nossa nova ferramenta "Selecionador de curso"!
COMEÇAR SUA BUSCA