Essenciais
Estados Unidos: Quando chegar lá

Gírias em inglês famosas nos Estados Unidos – atuais e atemporais

Algumas gírias famosas em inglês são atemporais e outras surgem o tempo todo, principalmente, na internet. Aprenda algumas neste artigo!

Gírias em inglês famosas nos Estados Unidos – atuais e atemporais
352

Tem uma coisa que muitas vezes fica esquecida nas aulas tradicionais de inglês e que será muito usada no exterior, durante os estudos e, principalmente, quando você estiver se socializando com outros estudantes: as gírias! Elas estão presentes no inglês cotidiano e informal, e se mantêm em constante evolução. A internet faz com que novas gírias de popularizem o tempo todo, então a nossa lista vai constar algumas palavras atuais, outras nem tanto e, com certeza, novas aparecerão em pouco tempo depois desta publicação.

 

Estudar nos Estados Unidos

 

Gíria, segundo o dicionário Michaelis: “Linguagem, em geral efêmera, marcada por vocabulário novo, ou já existente, porém com outra significação, e construções metafóricas, muitas vezes cômicas.” Ou então “Vocabulário ou expressão de linguagem informal, slang.”

 

É isso aí – as gírias servem para uma comunicação mais informal e bem-humorada, para o inglês do dia a dia e em situações mais relax ou específicas ao seu grupo social, por exemplo, seus amigos de classe.

 

Gírias em inglês populares no Brasil

 

Várias das gírias em inglês que estão na moda acabam chegando ao Brasil e se popularizando, mesmo não sendo português. Como é o caso destas seis a seguir:

 

1. Crush

 

via GIPHY

 

 

Originalmente, a palavra vem da expressão “to have a crush on”, que significa “ter uma queda por” ou “ter uma paixão por”, usada quando se há alguma paixonite ou interesse romântico por alguém.

 

De tanto ser usada, a palavra crush passou a significar “alguém por quem somos apaixonados ou sentimos atração platônica”. “Meu crush” refere-se à minha paquera, meu amor ou minha paixonite.

 

Ah, não confundir com Crushing it, que significa estar se saindo muito bem em alguma coisa, por exemplo:

 

You crushed it!” (“Você mandou bem!”)

 

2. Fake

 

Essa é mais simples – significa “falso”. Você pode usar a gíria fake quando achar que algo não for verdadeiro ou quando alguém é dissimulado e é, claro, na já famigerada expressão “fake news” quando alguém compartilha uma notícia falsa, errônea ou maliciosa.

 

3. Mind-blowing

 

via GIPHY

 

 

Um adjetivo para descrever algo surpreendente, impressionante, inacreditável ou alucinante. Em português, é algo como “de explodir a mente”! Apesar de ter se originado entre usuários de alucinógenos, a expressão ficou tão popular que já é usada amplamente pelos brasileiros na internet, para descrever, por exemplo, um filme ou um livro tão maravilhoso e incrível, que faz a mente explodir – figurativamente, claro. (Também pode aparecer de uma maneira mais chula, mas com o mesmo significado: mind-fucking.)

 

4. Stalker

 

O significado original de stalker ou stalking é um tanto perturbador: “perseguidor(a)” ou “perseguir”. Refere-se a uma pessoa com comportamento obsessivo que importuna alguém de forma excessiva e insistente. Com a internet, criou-se uma outra palavra a partir dela, o cyberstalking, ou a perseguição persistente no mundo virtual, com ataques e agressões. O termo ficou tão popular que ganhou uma versão aportuguesada: stalkear. No Brasil, ela é usada de maneira mais cômica, quando, por exemplo, você xereta as fotos do crush no Instagram.

 

Há também a gíria stan, bem mais atual, para se referir a fãs obcecados por alguma celebridade. Stan é uma música do Eminem de 2000 sobre um moço fanático pelo rapper. Quando alguém dá uma de “stan” é porque está obcecado por alguma personalidade famosa.

 

5. Ship

 

Esta é outra gíria tão popular na internet que também ganhou uma versão aportuguesada: shippar. To ship, normalmente um casal, significa “botar fé” ou “acreditar no potencial” de um casal, mesmo que ele não exista de verdade. Shippar é bastante comum em fandons (ver o próximo item) de livros, séries e filmes, quando gostariam muito que dois personagens da ficção se envolvessem em um romance e acabassem a história juntos.

 

Mas também pode ser usado para pessoas reais. Por exemplo: “Vocês dois combinam tanto, iam formar um belo casal. Eu shippo vocês!”

 

6. Fandom

 

Fandom é a união das palavras fan (fã) e kingdom (reino) e significa “um grupo de fãs” de qualquer celebridade ou figura pública. Outra gíria amplamente utilizada na internet, há inclusive nomes específicos para cada fandom, por exemplo, Beliebers para os fãs do Justin Bieber e Beyhive para os fãs da Beyoncé.

 

O Fandom não é apenas fã, na verdade. O grupo vira quase uma “entidade” ou “religião”: eles acompanham cada passo do ídolo, ajudam em campanhas de divulgação, realizam encontros, analisam as letras das músicas, etc.

 

Outras gírias famosas nos Estados Unidos

 

gírias em inglês

 

Além das expressões que se popularizam por aqui e viram estrangeirismos em nosso vocabulário, há aquelas que você ouvirá com muita frequência enquanto estuda nos Estados Unidos. Conheça algumas delas:

 

7. Slay

 

via GIPHY

 

 

Não sei vocês, mas eu aprendi essa gíria com a minha diva pop Lady Gaga. O significado original desta palavra é “matar”, no entanto, atualmente ela é usada para expressar sua admiração em relação a alguma coisa que você considera incrível ou para incentivar alguém com o sentido de “arrasou!” ou “arrasa!”. Um exemplo:

 

“Slay, girl!” (Arrasa, amiga!)

 

8. Chill

 

Chill é uma gíria de vários significados. Normalmente, quer dizer “relaxar”, “ser calmo”, “tranquilo” tanto para descrever uma pessoa quanto uma situação. É tão popular que criou-se uma expressão bem moderna com a gíria: “Netflix and chill”, que poderia só significar uma programação “de boas”, para quem quer ficar em casa com os amigos ou parceiro assistindo a um filminho ou a uma série, mas passou a ter um significado implícito mais “safadinho” – quando você convida alguém para “Netflix and chill”, normalmente você tem segundas intenções.

 

A gíria chill pode ser um adjetivo para uma pessoa legal, tranquilona, pé no chão. E você também pode usar a expressão “I’m just chilling” ou “chill out” quando estiver apenas relaxando, fazendo nada de importante, passando o tempo.

 

Ah, e há uma gíria que vai além: chillaxing, a junção de chill e relaxing e tem o mesmo significado de just chilling.

 

9. Babe/Bae

 

Babe tem um amplo uso entre namorados, parceiros e casados como um tratamento carinhoso, como dizer “amor” ou “querido”. Há também a sua versão abreviada bae, que é algo como “amorzinho” ou “mor” no português.

 

10. Dead

 

Essa gíria também tem um uso similar em português, então fica mais fácil de explicar: sabe quando alguém te conta um causo inacreditável e você responde “Tô morta!”? Então, “I’m dead!” tem o mesmo sentido.

 

Quando você vê um vídeo tão fofo de um gatinho na web e diz “Dead!”, quer dizer que você morreu de tanta fofura (figurativamente, lógico). Deu pra entender, né?

 

11. Life

 

O total oposto de dead, life é usado para expressar algo que você gosta muito, idolatra. Seria quase o mesmo sentido de quando dizemos “eu não vivo sem isso” ou “isso é a minha vida”. Por exemplo:

 

Dancing is life!” (“Dançar é vida!” ou “Dançar é tudo!”)

 

12. Shade

 

via GIPHY

 

 

Shade significa sombra, penumbra, sombreado, entre outras coisas. Agora, a expressão “to throw shade” ou “throwing shade” passou a ser bastante conhecida como “falar mal de alguém”, “julgar ou desaprovar alguém” ou então “ser falso com alguém”.

 

Você pode usar também o adjetivo shady para descrever alguém ou alguma situação falsa, duvidosa, questionável, sombria ou suspeita. Por exemplo:

 

I wouldn’t believe in him, he sounds shady.” (Eu não acreditaria nele, ele me soa suspeito.”)

 

13. Rock/Rule e Stink/Suck

 

“It rocks” e “It rules” são duas expressões com o mesmo significado de “Isso é muito bom”. Já “It stinks” e “It sucks” têm o significado contrário: “Isso é uma droga!”. Você pode usá-las para elogiar ou criticar algo ou alguém. Por exemplo:

 

“This song rocks/rules!” (“Esta música é ótima!”)

“This weather stinks/sucks!” (“Este clima é uma droga!” ou até mesmo “Eu detesto esse clima”).

 

14. Like

 

Essa gíria não é nada nova, mas não pode deixar de ficar de fora porque é tão usada quanto o nosso “tipo”, ou seja, o tempo inteiro! Tipo assim, o like é, tipo, um marcador de discurso, para ganhar tempo quando você tenta pensar na próxima coisa a dizer, criar comparações ou explicar algo. Ele serve apenas para conversas bastante informais, tipo, entre amigos, chilling out.

 

Sabe todos estes “tipo” no parágrafo acima? Em inglês, você poderia usar o like com o mesmo propósito. É relevante dizer que, da mesma forma que o “tipo” no português, falar like o tempo todo acaba virando um vício linguístico e não pega muito bem no âmbito acadêmico.

 

15. Off the chain/hook

 

Tanto “Off the chain” quanto “Off the hook” significam muito bom, excelente, demais. Por exemplo:

 

This singer is off the chain!” (Este cantor é bom demais!)

 

Outras gírias mais comuns

 

gírias mais comuns

 

Fica difícil separar apenas algumas gírias, porque são muitas. Mesmo. Elas são faladas o tempo todo, podem significar diferentes coisas dependendo do contexto e do ambiente, e estão em constante evolução. Além disso, é importante saber que uma gíria popular nos Estados Unidos nem sempre é usada em outras países anglófonos, como Reino Unido, Irlanda, Austrália, África do Sul e Nova Zelândia.

 

Assim como entre até mesmo os estados brasileiros, cada país e região têm o seu próprio vocabulário. Antes de viajar para estudar no exterior, vale à pena pesquisar quais são as gírias e expressões usadas no seu destino de estudo, para conseguir se adaptar mais rápido ao jeito de falar local.

 

Aqui vão mais algumas gírias amplamente conhecidas:

 

What’s up ou Wassup – E aí?, Beleza?, Tudo bem?

Shut up – Além de “cala a boca”, pode significar “Não diga” ou “Não acredito”

Oh my God ou Oh my gosh (OMG) – Ai meu Deus!

I hear you/ya – Eu te entendo

Sec – Abreviação de second (segundo), quando você diz Wait a sec, você está pedindo para alguém esperar um pouco

Yas, queen – Expressão de incentivo ou para concordar efusivamente com alguém

Dude -  Cara, meu, mano

For sure -  Com certeza, claro

Got it - “Eu entendi” ou “Pode deixar comigo”

Whatever ou Whateva -  Tanto faz, não me importo, que seja, qualquer coisa (geralmente com tom sarcástico ou entediado)

Hang in there - Aguenta aí

Lit – Irado (lit significa acesso; como gíria, é quase como “pegando fogo”, que está na moda, é tendência)

Extra – Exagerado ou ultrapassado

Troll – Pessoa com comportamento irritante, provocador e mal-educado na internet (é daí que vem o neologismo “trollar”, no sentido de zoar, tirar sarro, sacanear)

YOLO -  Você só vive uma vez (You only live once)

Swag – Estilo, presença ou atitude marcante (You got swag!)

 

via GIPHY

 

 

Continue a aprender sobre gírias

 

Quer continuar informado e atualizado sobre as gírias mais famosas e também as mais recentes, que surgem o tempo todo? Nós recomendamos dois sites ótimos: Qual é a Gíria e Tecla SAP.

 

Além disso, outras dica imprescindível é assistir muitas séries e filmes, de preferência com legendas em inglês. Esta é uma das maneiras mais eficientes de aprender o idioma cotidiano. De preferência, procure seriados de diferentes nacionalidades, para se familiarizar com gírias de vários países anglófonos.

 

Leia também:

5 canais no Youtube que podem te ajudar a aprender inglês

Como escolher o seu curso de inglês na Irlanda

Um curso de inglês de curta duração no exterior é suficiente para aprender um novo idioma?

Study in the USA

Gratuito

eBook ‘Estudar nos Estados Unidos’

Gostou da leitura? Nós reunimos os principais tópicos sobre estudar nos Estados Unidos em um só livro digital.

Baixe seu eBook

Dê uma olhada...

Pesquise por cursos

Estados Unidos
Graduação
SOBRE O AUTOR

Gírias em inglês famosas nos Estados Unidos – atuais e atemporais

Brenda Bellani é editora de conteúdo e tradutora do Hotcourses Brasil. É formada em Jornalismo e especializada em Língua Inglesa e Tradução pela UNIMEP. Já morou 18 meses nos Estados Unidos como au pair e é apaixonada por viagens. Como hobby, ela mantém um blog sobre livros e tradução e é dona de uma lista infinita de livros-que-quer-ler.