ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES

  • EUA proíbem entrada de brasileiros no país por causa da Covid-19

    O governo dos Estados Unidos anunciou a proibição de entrada no país de qualquer pessoa que estiver no Brasil durante um período de 14 dias antes de viajar. Devido ao grande foco da Covid-19 no Brasil, a intenção é barrar uma fonte adicional da doença nos EUA. A medida, no entanto, não engloba os voos comerciais entre os dois países, que já estão bastante reduzidos.

  • Universidades na linha de frente contra a Covid-19

    Universidades do mundo inteiro continuam a liderar pesquisas sobre a Covid-19 e fazer diversas contribuições em diferentes aspectos, como gestão da doença, modelagem do vírus e desenvolvimento de possíveis vacinas.

  • Universidades dos EUA identificam aumento em inscrições internacionais

    As universidades americanas tiveram um aumento de 3% nas inscrições de estudantes internacionais. O Conselho de Escolas de Pós-Graduação revelou o crescimento na mais recente pesquisa sobre admissões.

  • Canadá revisa critérios para visto de trabalho após estudos

    O governo canadense revisou os critérios de qualificação para a autorização de trabalho após estudos (post-study work permit). Os estudantes internacionais que não conseguiram viajar para começar os estudos no Canadá devido à pandemia da Covid-19 agora podem fazer 50% do curso online sem que isso afete a elegibilidade para a post-study work permit.

  • Apoio à moradia para estudantes internacionais em NSW

    Os estudantes internacionais em Nova Gales do Sul (NSW), na Austrália, cuja situação de moradia tenha sido afetada pela Covid-19 estão recebendo assistência do governo estadual por meio de acomodações temporárias. O pacote, no valor total de A$ 20 milhões, procura lidar com as questões de moradia e oferecer serviços de suporte aos estudantes.

  • Russell Group pede reformulação do visto

    O famoso grupo de universidades britânicas Russell Group tem defendido mudanças no atual visto de trabalho após estudos (post-study work visa) do Reino Unido. Eles sugerem a extensão da duração para 30 meses e que a reformulação seja anunciada na legislação de imigração de emergência o quanto antes possível.